6 Tendências de Marketing Digital para 2020.

0
135

Final de ano chegando e o pessoal de marketing começa a se questionar quais as tendências de marketing digital para 2020. O que vai decolar? Onde investir o dinheiro da empresa para ter melhores resultados? As novidades em marketing digital para o próximo ano são muitas, mas listei aqui as que acho vitais para o sucesso de uma empresa. Dá uma olhadinha.

1. Marketing Conversacional

Marketing conversacional é, segundo a Drift, “a maneira mais rápida de levar os compradores pelos  funis de marketing e vendas, por meio do poder das conversas em tempo real. Ele cria relacionamentos e experiências autênticas com clientes e compradores.”

As pessoas querem respostas rápidas, então quanto mais rapidamente a sua empresa respondê-las, maiores as chances de conversão. Quando a sua empresa tem esse contato um a um, cria uma personalização. E é isso que as pessoas vêm buscando cada vez mais: elas querem respostas únicas para as suas necessidades exclusivas.E respostas imediatas.

Os três passos principais do marketing conversacional são engajar os leads com conversas, e não com formulários extensos; entender o que eles querem rapidamente, e recomendar os próximos passos corretamente, para movê-los pelo funil de vendas, rumo à conversão.

Os chatbots são uma ótima opção para o marketing conversacional, pois estão disponíveis 24/7. Mas o final do processo deve se dar pela interação com um humano, porque a máquina ainda não possui uma relação totalmente humanizada para oferecer. Quem sabe em breve?

2. Marketing de Influência

Os famosos influenciadores digitais vieram para ficar. O desafio é se manter ligado a quem está emergindo e quem está perdendo seguidores. Você também precisa escolher aqueles que tem identificação com a empresa e que caibam no seu orçamento.

De acordo com relatório da Elderman, 63% dos consumidores confiam muito mais nas opiniões dos influenciadores sobre os produtos, do que naquilo que as marcas dizem sobre si mesmas. Além disso, 58% das pessoas compraram um novo produto nos últimos seis meses, devido à recomendação de um influenciador.

Atualmente, o Instagram é a melhor rede social para usar influenciadores. Mas antes de sair pedindo orçamentos, tenha em mente uma ideia bem detalhada do que a sua empresa quer, formato e quantidade de postagens etc., para depois partir para a busca de influenciadores, cujo perfil se identifique com as diretrizes da empresa.

Só quando tiver uma lista dos mais interessantes, peça orçamentos para fazer comparações e ter uma ideia da ordem de grandeza de seguidores versus valor do trabalho, para ver em qual vale mais a pena apostar.

Segundo a NeoReach, o valor médio da “earned media” (valor de publicidade que uma empresa ganha, derivado de esforços promocionais que não sejam publicidade paga) é de 5,20 dólares para cada dólar gasto em marketing de influência. É algo que pode valer muito a pena para o seu negócio.

3. Busca por Voz

Os assistentes de voz já são uma realidade em muitos países e estão crescendo aqui no Brasil também. Alexa, Siri e Google podem ajudar a fazer buscas, enviar mensagens, ler textos em voz alta e ter grande valia no marketing digital.

A pesquisa por voz vem aumentando rapidamente. Para se ter uma ideia, a ComScore afirma que, em 2020, 50% das buscas serão feitas por voz.

Desse modo, otimizar o VSEO (voice search engine optimization) do seu negócio é algo imprescindível nos próximos anos. Para isso, tenha sempre em mente como a pessoa falaria para buscar algo, em vez de como ela escreveria essa busca.

Use perguntas, pois é assim que fazemos na maioria das buscas por voz (Qual o restaurante italiano mais próximo? Qual a previsão do tempo para hoje?).

Quem otimizar primeiro e com mais qualidade, ganha as primeiras posições na busca orgânica.

4. Video Marketing

vídeo tem se tornado cada vez mais importante no marketing digital. O consumo de vídeo tem aumentado exponencialmente e, de acordo com dados da MarketingCharts.com, de Outubro de 2019, essa tendência continuará em alta nos próximos anos.

E vale lembrar que vídeo não se trata somente de YouTube, apesar de ele ser o grande favorito. Mas você pode usar os stories do Facebook e do Instagram, o IGTV, fazer transmissões ao vivo (lives) somente da sua empresa ou com convidados. Há diversas possibilidades.

Uma dica que funciona bastante, caso a sua empresa possua um blog, é embedar vídeos nos artigos. Isso faz com que os seus textos sejam mais relevantes para o Google e apareçam em melhores posições.

Além disso, vale muito a pena transcrever o conteúdo dos vídeos. Desse modo, você tem mais conteúdo para contribuir para o SEO ou o VSEO do seu blog. Se quiser saber mais sobre Video Marketing, recomendo a leitura deste artigo.

5. Aplicativos de Mensagens

Apesar de muita gente ainda acreditar que os apps de mensagens só servem para se comunicar com amigos e familiares, eles têm sido uma ferramenta muito útil de marketing digital, para a empresa conversar one-to-one com os consumidores. E muitas empresas têm utilizado essa forma de mensagem em substituição aos e-mails, enviando mensagens personalizadas e até mesmo para grupos.

Para isso, o WhatsApp é a plataforma campeão. O aplicativo detinha, em outubro, 1,6 bilhão de usuários. Hoje mesmo, recebi uma mensagem (chatbot) de um aplicativo de comidas no meu WhatsApp, querendo saber por que eu não estava mais comprando lá.

Com a informação que dei, eles podem me oferecer algo personalizado, para que eu volte a comprar com eles, além de terem detectado uma possível falha no processo.

A propósito, quando eu quero uma resposta rápida de uma empresa, vou logo no Facebook Messenger e, geralmente, recebo uma resposta bem rapidamente. É muito melhor que ligar e acessar diversos menus, esperar meia hora para ser atendido.

Além disso, você pode enviar imagens para explicar um problema, se for o caso. Enfim, acaba sendo mais fácil e prático. E quando quero uma resposta imediata, uso o live chat, se a empresa tiver esse recurso.

Como passamos muito tempo nesse aplicativos (até reunião de negócios faço com frequência por WhatsApp), as empresas já vêm utilizando alguns deles para fazer anúncios patrocinados. Talvez seja uma boa ideia para implementar na sua empresa. Afinal, logo as pessoas poderão fazer compras por meio deles.

6. Personalização

Já falei um pouco sobre personalização acima, mas agora vou me aprofundar um pouco mais. O marketing personalizado, também conhecido como marketing one-to-one, consiste em usar dados para entregar mensagens individualizadas a potenciais clientes. Assim, uma mensagem diferenciada pode ser entregue a um cliente potencial, no momento ideal.

De acordo com pesquisa da Epsilon, com 1.000 pessoas de 18 a 64 anos, 80% disseram que têm mais probabilidade de fazer negócios com uma empresa, se ela oferecer experiências personalizadas. E 90% afirmam que a personalização é interessante.

Mercado Livre, YouTube, Spotify, AliExpress, Netflix e Amazon, por exemplo, são grandes exemplos de empresas que usam a personalização. Com base no que você comprou, ouviu ou assistiu, elas te dão outras recomendações, que têm a ver com o seu gosto. Afinal,  elas sabem do que gostam as pessoas que têm um gosto parecido com o seu.

Apesar de parecer difícil personalizar, se você analisar bem os dados da sua empresa, sempre conseguirá encontrar um jeito de torná-la possível. Bem, essas são as 6 tendências de marketing digital que, na minha opinião, a sua empresa deve levar em consideração em 2020.

Feliz ano novo e muito sucesso para você!

Use Coworking Banner

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui