7 dicas para identificar fake news sobre coronavírus e outros assuntos.

0
80

Uma série de notícias falsas tem sido espalhada pelas redes durante a crise do coronavírus. Veja alguns passos para identificá-las e quais as possíveis consequências para quem compartilha.

Confira a seguir 7 dicas para não cair em fake news:

1 – Faça uma pesquisa

Recebeu algo e ficou desconfiado? Uma rápida busca sobre o assunto no Google pode te dar pistas se aquele conteúdo é verdadeiro ou não. Se aquela informação for verdadeira, provavelmente será publicada por um veículo de imprensa tradicional. Nessa busca você poderá descobrir também se alguma agência de checagem já investigou a veracidade dessa história. E se não encontrar nada sobre aquilo em suas buscas, terá mais um motivo para desconfiar.

2 – Desconfie até do seu melhor amigo

Não é porque alguém conhecido te enviou um conteúdo que aquilo é verdade. Seu amigo ou familiar também pode estar sendo enganado.

3 – Não conhece a fonte? Não compartilhe!

Recebeu algum conteúdo em um grupo de WhatsApp sem fonte ou de alguma que você nunca ouviu falar? Não compartilhe! Afinal, é assim que as notícias falsas se espalham.

3 – Verifique a data da publicação

A informação compartilhada pode ser verdadeira e de uma fonte confiável, mas ter sido publicada há meses ou até anos. É comum notícias antigas voltarem a circular como se fossem atuais. Por isso, verifique sempre a data de publicação. Encontrou algo errado? Avise quem compartilhou.

4 – Atente-se aos erros

Muitos criadores de fake News fazem um trabalho bastante “profissional” que só após apuração de agências de checagem conseguimos descobrir se são verdadeiros ou não. Mas não é difícil encontrar notícias falsas com erros grotescos de português e montagens toscas.

5 – Nem tudo que parece é

Não é porque alguém aparece de jaleco em um vídeo ou dá informações que parecem privilegiadas sobre os bastidores de um hospital, que aquele conteúdo é verdadeiro. Um exemplo é um áudio que rolou nas redes sociais esta semana em que uma mulher afirma que há de 600 a 700 internados por coronavírus no hospital Albert Einstein. As informações foram verificadas e desmentidas pelo Fato ou Fake.

7 – Ajude a combater as fake news

Descobriu que recebeu algum conteúdo falso de um amigo ou em um grupo do WhatsApp? Ajude a quebrar essa corrente avisando quem te enviou que aquilo é fake. E se foi você mesmo quem compartilhou a mentira, faça o mesmo: avise todos os contatos que aquele conteúdo era falso.

Conheça alguns sites que fazem checagem de notícias falsas:

Aos Fatos

Comprova

Fato ou Fake

Lupa

Fonte: Tmjuntos / Por: Filipe Oliveira

Use Coworking Banner

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui