Menos de 30% dos cientistas do mundo são mulheres, destaca UNESCO.

0
42

Nesta semana foi celebrado o Dia Internacional de Mulheres e Meninas na Ciência. Liderado pela UNESCO e pela ONU Mulheres, o movimento em prol da participação feminina na ciência também conta com a colaboração de instituições e parceiros da sociedade civil.

Criada para promover o acesso integral e igualitário da participação de mulheres e meninas na ciência, a data “é um lembrete de que as mulheres e as meninas desempenham um papel fundamental nas comunidades da ciência e tecnologia e que a sua participação deve ser fortalecida”, segundo nota divulgada pela UNESCO em seu site.

Dados apontam que mesmo com ganhos notáveis que mulheres conquistaram durante os últimos anos, o setor continua sendo desigual. Menos de 30% dos pesquisadores de todo o mundo são mulheres, segundo o Instituto de Estatísticas da UNESCO (UNESCO-UIS).

O  instituto também revela que as mulheres são sub-representadas nos campos da ciência, tecnologia, engenharia e matemáticas (STEM), tanto no âmbito da graduação quanto das pesquisas. Além da opinião feminina ser subvalorizada nas decisões políticas tomadas nos mais altos níveis da pesquisa científica.

Para a entidade, permanece baixo o número de mulheres que são reconhecidas como líderes por sociedades de alto prestígio ou por meio de premiação, embora haja algumas exceções. Esta falta de reconhecimento pode ser nociva para o crescimento da ciência, segundo a UNESCO.

Fonte: UNESCO. Foto: Divulgação.

Use Coworking Banner

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui